SOCHI – O QUE FAZER NA CIDADE

A maior atração de Sochi é a sua natureza, que permite apreciar paisagens de inverno e verão. É exatamente por conta dessas características que Sochi já sediou centenas de eventos esportivos, entre eles Jogos Olímpicos de Inverno e Grand Prix de Fórmula 1. Quem gosta de praticar esporte vai encontrar na região uma variedade de atividades: alpinismo, mergulho e até esqui na montanha.

Para quem não faz o estilo atleta, também não faltam atividades na cidade. Nela, estão diversos monumentos arquitetônicos famosos que ajudam a contar um pouco melhor a história da Rússia.

Catedral do Arcanjo Michael (Tserkov Arkhanguela Mikhaila)

Fonte: sobormihail.cerkov.ru

A Catedral do Arcanjo Michael é a igreja ortodoxa mais antiga de Sochi e de toda a região do Mar Negro. Suas formas e pintura branca tornam ela um dos monumentos mais belos da região, principalmente em dias ensolarados.

Construída em 1890, demorou 17 anos para ficar pronto e foi feita como uma homenagem pela vitória na Guerra do Cáucaso de 1864. A catedral foi negligenciada por muito tempo durante os tempos da União Soviética e restaurada já em 1993.

Como em toda igreja Ortodoxa, vale lembrar que algumas regras de conduta devem ser seguidas na hora da visitação: homens devem usar calças e mulheres devem cobrir os ombros com algum lenço.

Curiosidade: Bem perto da Catedral, há um parque pequeno, chamado Park Skver. E lá, acredite se quiser, há uma estátua em homenagem aos turistas. Trata-se de uma estátua de uns dois metros que é literalmente um turista! Com máquina fotográfica no pescoço e tudo! Coisas do interior da Rússia.

Casa de Veraneio do Stalin (Datcha Stalina)

Fonte: furnituredekho.com

Para quem gosta de história, um lugar bem interessante para se visitar em Sochi é a Casa de Veraneio do Stalin (Datcha Stalina). É o lugar onde o líder máximo da União Soviética gostava de passar alguns meses por ano. A casa, que preserva as características soviéticas originais, fica localizada entre a Sochi Central e o Distrito de Adler e funciona como museu de domingo a domingo. Quem visita o lugar já se surpreende de cara com a falta de luxo e opulência. A casa é grande, porém simples, discreta e é pintada de cor verde para se confundir com a vegetação que a rodeia e dificultar a identificação a partir de um avião. Aqui você vai conhecer algumas das peculiaridades do caráter do Stalin e fazer um mergulho na história soviética. A entrada custa 150 rublos e a visita guiada 300 rublos.

Museu de Arte de Sochi (Sochinsky Hudojestveniy Muzey)

Localizado na região costeira, em um edifício construído em 1936 e tido como o epicentro da urbanização da cidade, está o Museu de Arte de Sochi. Este museu conta com mais de 6000 obras de arte soviética e do leste europeu e pode ser visitado diariamente das 10 às 17:30, exceto às segundas-feiras.

O museu em si e a exposição permanente não se comparam aos museus de Moscou e São Petersburgo mas para quem é apaixonado por arte, vale uma visita. O ingresso custa apenas 100 rublos.

Parque Olímpico (Olimpisky Park)

Fonte: http://олимпийский-парк.рф

O parque olímpico de Sochi é uma atração à parte. Construído para sediar as olimpíadas de inverno de 2014, o parque hoje é um complexo enorme de hotéis, arenas esportivas, parque de diversão e áreas de lazer. Caso você não se hospede em algum dos hotéis do parque, a visita pode virar facilmente programa para um dia inteiro. O lugar funciona das 8 da manhã à meia noite e fica no distrito de Adler.

Uma das principais atrações do Parque Olímpico é o parque de diversões Sochi Park. Além dos brinquedos tradicionais como montanha russa (que na Rússia curiosamente é chamada de “montanha americana”), você poderá se divertir com a exibição acrobática dos golfinhos no Delfinário e com o show multimídia de chafarizes. Essa é uma atração perfeita para quem viaja com crianças. Porém o preço do ingresso é bastante salgado: em torno de 2000 rublos por pessoa.

O Parque Olímpico apresenta outras atrações com preços mais em conta. Uma delas é o Museu do Automóvel, onde é possível ver mais de 100 carros antigos de fabricação russa e conhecer mais um pouco da história russa. A entrada custa 500 rublos e o museu funciona diariamente de 10 às 22h.

Também no Parque Olímpico estão os Chafarizes Cantantes (Poyushchiye Fontany) que são na verdade um show aquático combinado com luzes e som. Acontece diariamente no centro do parque olímpico, sempre entre 18:30 e 19:30. O show lembra bastante os chafarizes dançantes do Hotel Bellagio em Las Vegas.

Riviera Dolphinarium

Outra atração bem legal de Sochi é o Delfinário Riviera que fica na região central. Lá, além de ver apresentações de diversos golfinhos, é possível conhecer um exótico casal de belugas – baleias brancas típicas da região ártica. A entrada para o Delfinário custa 800 rublos mas se você quiser tirar fotos de perto com os golfinhos ou até mesmo nadar com eles, há outros tipos de ingressos.

Arboretum Jardim Botânico (Dendrariy Sochi)

Fonte: sochi-atlas.com

Sochi é uma cidade premiada pela natureza. De um lado as montanhas com neve, do outro praia. O que não falta é atração pra quem curte natureza. Sochi possui um lindo e enorme jardim botânico, perto da região central. Trata-se do Dendrariy Sochi – um parque criado em 1892 e que hoje conta com mais de 1800 espécies de plantas. O lugar funciona diariamente das 9 às 18 e a entrada custa 250 rublos. O parque é bem grande mas pode ser explorado a pé ou pegando um teleférico que revela um visual deslumbrante de toda a cidade. A estação do teleférico fica na Avenida Kurortniy Prospekt, 74 e a passagem de subida custa 250 rublos. Uma boa ideia é subir de teleférico e depois voltar pelo parque a pé.

33 cachoeiras (33 vodopada)

Fonte: welcome2018.com

Um dos principais destinos naturais da cidade são as chamadas 33 três cachoeiras do Parque Nacional de Sochi. Trata-se de uma rota natural localizada às margens do Rio Shakhe, a 53 quilômetros da cidade, na região de Lazarevskoe. Nela, é possível contemplar pequenas cachoeiras, rios, muita natureza e até se refrescar em um laguinho. Mas, apesar do nome, apenas 17 cachoeiras são de fácil acesso para o turista. O passeio é um programa para um dia inteiro e as excursões que saem de Sochi levam por volta de 8 horas de duração (incluindo o transporte). No percurso, algumas excursões param em plantações de chá onde há também degustação de mel local. A entrada para o trecho custa 100 rublos e, para quem for por conta própria, há um estacionamento no local.

Fonte: welcome2018.com

Oceanário (Okeanarium Sochi)

Fonte: sochiguidebook.ru

O Oceanário de Sochi (Okeanarium Sochi) fica na região de Adler e é o maior da costa sul da Rússia, ocupando uma área de 6000 metros quadrados. Ele é, definitivamente, um passeio bem legal de fazer. Nele é possível ver mais de 100 espécies de vida marinha do mundo inteiro, passando por 13 diferentes zonas temáticas. O Oceanário abre diariamente das 10 às 19 e a entrada custa 700 rublos.

Sobrou Tempo? Visite Rosa Khutor

Um dos legados das olimpíadas de inverno de Sochi foi o resort Rosa Khutor. Trata-se de um complexo de instalações, construído para as competições de ski que aconteceram nos jogos. O resort fica a 50 quilômetros de Sochi, na região de Adler e tem diversas atrações para quem gosta de esquiar, patinar no gelo ou apenas passear no shopping. No local há também diversos hotéis e restaurantes.

Culinária Caucasiana

A culinária caucasiana não é propriamente um lugar para se visitar mas, sem sombra de dúvidas, é uma atração à parte! E não há melhor lugar para você experimentar suas delícias que não seja em Sochi. A proximidade com a Georgia fez surgir em Sochi diversos restaurantes especializados nesse tipo de cozinha que é rica em sabores e temperos. Não deixe de experimentar Khinkali, uma espécie de raviolli gigante que se come com as mãos, shashliki (churrasco típico da região do Cáucaso) e khachapuri – uma espécie de esfiha aberta.

Khinkali / Fonte: georgianjournal.ge

 

Clique aqui para saber onde se hospedar, como chegar e como circular na cidade.

 

 

Posts Relacionados