COMO CIRCULAR EM LONDRES

O sistema de transporte público em Londres é muito eficiente. Por ele, você pode ir a qualquer lugar da cidade. Durante sua visita, você andará muito de metrô. Conhecido como Tube ou Underground,é a forma mais rápida e eficiente de se locomover. Provavelmente, experimentará também os ônibus (famosos vermelhinhos de dois andares) e os trens de superfície.

A cidade é dividida em zonas, e os preços variam de acordo com essas zonas. A parte mais central é a zona 1, e o aeroporto de Heathrow fica na zona 6. Veja abaixo o mapa do metrô e as zonas marcadas de branco e cinza:

É importante saber que crianças menores de 11 anos não pagam para usar a maior parte dos transportes. Para os adultos, existem algumas formas de pagamento que farão você economizar umas boas libras durante a viagem.

COMO CIRCULAR :: Cartão Oyster e Travelcard

Fonte: visitlondon.com

Um cartão eletrônico que custa 5 libras, e você pode ter esse valor de volta devolvendo o cartão quando terminar sua estada em Londres. Com ele, o valor das viagens fica mais em conta do que comprando um bilhete único. Por exemplo, uma viagem avulsa que custa £6,50 na zona 1, no Oyster sai por £2,40 libras. Pode ser comprado em qualquer estação de metrô e usado também em ônibus, bondes, monotrilho DLR e trens. Existem duas formas de carregá-lo: pay-as-you-go ou Travelcard.

A forma de carregamento pay-as-you-go funciona como um cartão pré-pago. Você coloca um crédito que vai sendo debitado conforme o uso. É a melhor opção para quem for ficar de um a quatro dias na cidade.

Já o Travelcard é uma espécie de passe que vale muito a pena para quem vai passar uma semana na cidade. Existem as opções de passe semanal, mensal, e anual, podendo ainda escolher as zonas. No caso do passe de uma semana, por exemplo, você pode usar transporte ilimitadamente, quantas vezes quiser, dentro das zonas que comprou. As zonas 1 e 2 são as que o turista mais transita.

No cartão Oyster existe um teto máximo diário. Na zona 1, por exemplo, o teto é de £6,50 libras. Atingido esse valor, você não paga mais pelas viagens. Você também pode misturar, carregando com um passe semanal e adicionando saldo avulso para viagens às zonas mais distantes.

Importante: você deve encostar o cartão no sensor, na entrada e também na saída do metrô. É na saída que o sistema calcula o valor total da viagem, levando em consideração as zonas percorridas. Não encostar o cartão na saída, pode gerar multas. No ônibus, somente é necessário só é necessário encostar o cartão uma vez, quando entrar.

Clique aqui e veja a tabela completa de preços.

Day Travelcard

Se for passar pouco tempo na cidade e não quiser comprar o Oyster, você pode adquirir um Travelcard de papelão, que dura apenas um dia. Atualmente, não vale tanto para o turista, já que a tarifa máxima custa o dobro do Oyster para um dia.

COMO CIRCULAR :: METRÔ

Fonte: marblepropertygroup.co.uk

O metrô de Londres é o mais antigo e extenso do mundo. É conhecido como “underground” ou apenas “the tube”. São 12 linhas, cada uma com nome e cor próprios. As estações com conexão a outras linhas são sinalizadas com um círculo branco no mapa (dois círculos brancos indicam mais de uma conexão).

As tarifas variam de acordo com as zonas percorridas e horário normal ou de pico. É importante que compre bilhete ou Travelcard, considerando todas as zonas que vai percorrer. Seu Travelcard deve ser validado tanto na entrada quanto na saída.

Desde o ano passado, o metrô passou a operar 24 horas às sextas e sábados. O Night Tube, ou trem noturno, funciona circulando nas seguintes linhas:

  • Victoria Line: trem a cada 10 minutos em toda a linha.
  • Central Line: trem a cada 10 minutos entre White City e Laytonstone; e a cada 20 minutos de Ealing Broadway a White City e de Leytonstone a Loughton/Hainault.
  • Jubilee Line: trem a cada 10 minutos em toda a linha.
  • Northern Line: trem a cada 8 minutos entre Morden e Camden Town; e a cada 15 minutos de Camben Town a High Barnet/Edgware.
  • Piccadilly Line: trem a cada 10 minutos entre Cockfosters e Heathrow Terminal 5.

COMO CIRCULAR :: ÔNIBUS

Os ônibus vermelhos de dois andares viraram símbolo de Londres. Eles são ótimas opções para se deslocar em trajetos menores e ter uma visão panorâmica da cidade.

Os pontos de ônibus possuem a relação de linhas que passam e os trajetos. A maioria também disponibiliza a um painel digital informando o próximo ônibus  a passar e o tempo estimado de espera.

Você pode pagar a passagem diretamente ao motorista ao embarcar (pela porta da frente), que lhe dará um bilhete para validar no leitor. Os ônibus também aceitam Travelcards. Em caso de compra de bilhete unitário, é importante que o guarde até o fim da viagem. Muitas vezes inspetores costumam subir para verificar se todos pagaram e validaram seus bilhetes.

Para quem deseja sair à noite, existem também os ônibus noturnos, identificados com a letra “N” antes do número. Desde o ano passado, o governo também estendeu o serviço, e outras linhas de ônibus, que antes só funcionavam de manhã, passaram a operar nas madrugadas de sexta e sábado.

COMO CIRCULAR :: DLR E BARCO

A Docklands Light Railway (DLR) é um sistema de trens suspensos que complementa os sistemas de metrô e ônibus, assim como o transporte fluvial.

São trens computadorizados e sem condutor, que atendem à área das Docklands (parte leste da cidade). Como estão integrados ao metrô, é possível pagar a viagem com Travelcards.

Já o sistema fluvial é formado por barcos que atravessam o rio Tâmisa, em geral, iniciando e terminando os percursos no Westminster Pier. A rede vai do Hampton Court Palace, no oeste, até Thames Barrier, no leste.

Você pode ganhar 30% de desconto na maioria dos serviços fluviais com seu Travelcard (ticket de papel ou Oyster), até mesmo nos tours pelo rio. Basta apresentá-lo no momento da compra do tour. Se estiver apenas usando o transporte fluvial regular, o desconto é dado no momento que encostar seu Oyster ou Travelcard no leitor amarelo de cartões

Linhas de transporte aquático (sistema operado pela MBNA Thames Clippers):

RB1: Battersea Power Station – North Greenwich
RB2: Battersea Power Station – London Bridge City
RB4: Canary Wharf  – Doubletree Docklands Nelson Dock
RB5: North Greenwich – Woolwich Arsenal
RB6: Putney – Canary Wharf

Para mais informações de preço e tours clique aqui.

COMO CIRCULAR ::  Emirates Air Line (Teleférico de Londres) 

Fonte: theo2.co.uk

Desde 2012, Londres conta com um teleférico que liga as Royal Docks (estação de metrô Royal Victoria) e a Greenwich Península (estação de metrô North Greenwich), passando por cima do rio Tâmisa. Além de ser uma forma de transporte, também é um passeio super legal de fazer.

O valor do bilhete único é £4,50 libras (adultos) ou £2,30 libras (crianças). Há um desconto no pagamento com cartão Oyster ou Travelcards, passando a custar £3,50 libras e £1,70 libra, respectivamente.

O serviço funciona de segunda a domingo, e os horários variam de acordo com o dia de semana e a estação do ano. Veja aqui todas as informações.

banner_mododica_

banner_mododica_

Posts Relacionados