O Brasil é um grande consumidor de vinhos chilenos. Imagina estar na região onde eles são produzidos, ver de perto como são feitos e poder comprar garrafas por preços infinitamente mais em conta?

Visitar uma vinícola chilena é um programa essencial para quem vai ao país. E nesse post, o Modo Férias dá as dicas de onde visitar a partir de Santiago, onde comprar e como trazer “muchos vinos” para casa.

VINÍCOLAS

As vinícolas mais próximas de Santiago ficam no Vale de Maipo. A região, que segue o curso do Rio Maipo, abriga os vinhedos mais antigos e tradicionais do Chile e a maior parte deles oferece visitas guiadas. As mais procuradas são as vinícolas Concha y Toro e a Cousiño Macul. Existem diversas outras opções para quem quer fugir das mais tradicionais e procura algo mais local e intimista, como por exemplo a Undurraga e a Santa Rita.

Para nenhuma dessas vinícolas é indicado a ida de carro. Isso porque todos os tours terminam com uma degustação de vinhos e para viver a experiência completa, tem que provar. Muitas agências oferecem passeios que incluem o ingresso de entrada para o tour e degustação, e o transporte do hotel até a vinícola. Mas se prefere uma opção mais econômica, também é possível chegar de transporte público.

Concha y Toro

conchaytoro_casarão2

Além de ser a vinícola mais visitada e turística do Chile, Concha y Toro também é a mais “hollywoodiana” de todas. Dentro das atrações do tour guiado, está a visita à cave do Casillero del Diablo, cheia de efeitos especiais com áudio e luzes. É possível escolher o tour em português e por ser muito procurada, os grupos são maiores e é necessário fazer reserva do ingresso. No fim do tour acontece a degustação de vinhos premium.

conchaytoro_jardins

O tour tradicional dura aproximadamente 1 hora e é oferecido nos idiomas espanhol, inglês e português. Inclui duas degustações de vinho e uma taça de vinho de presente.

O tour Marqués de Casa Concha é um tour mais “premium”, dura em torno de 1 hora e meia, é oferecido para grupos menores e apenas em inglês e espanhol.  Inclui 3 degustações de vinhos premium, degustação de 4 safras de Marques de Casa Concha conduzida por um sommelier, mais tábua de queijos finos selecionados e uma taça de vinho de presente.

conchaytoro_casillero2

Casillero del Diablo

Se decidir ir de transporte público, pegue a linha 4 (azul escura) do Metrô de Santiago até a Estação Las Mercedes. Pegue a saída “Concha y Toro Ocidente”. De lá pegue um táxi por um preço mais em conta ou o ônibus (Metrobus) número 73, 80 ou 81 para a vinha.

Funcionamento: de segunda a domingo, de 10h às 17h10.

Valor: Tour tradicional custa $12.000 e o Tour Marques de Casa Concha custa 22.000.

conchaytoro_plantação

conchaytoro_barris

conchaytoro_degustação

Degustação

Cousiño Macul

winetour_cl

Fonte: www.cousinomacul.com

Construída em 1870, a vinícola Cousiño Macul é a mais próxima da cidade e também uma das mais procuradas pelos brasileiros. Está localizada a 2 kilômetros da estação de metrô Quilín (linha azul). Da estação, continue de táxi ou pegue o ônibus D57.

O Tour Regular tem duração de 45 minutos e inclui visita aos vinhedos, adegas, museu, 3 degustações de vinho e uma taça de presente.

Outra opção é o Tour Premium, que dura 1 hora e 30 minutos. Além de incluir tudo o que o Tour Regular oferece, ele termina com uma degustação de 5 vinhos e queijos.

winetour_cl_cousino

Fonte: www.cousinomacul.com

Todos os dois tipos de tours são oferecidos em inglês ou espanhol e acontecem de segunda a sexta às 11h, 12h15, 15h, 16h15 e sábados e feriados às 11h e 12h15.

Valor: Tour regular custa $14.000 e o Tour Marques de Casa Concha custa 24.000.

Undurraga

undurraga_entrada

Menos turística e mais intimista, a vinícola Undurraga se tornou uma visita muito interessante para quem procura uma experiência mais autêntica. Também localizada no Vale do Maipo mas no sentido diferente ao da Concha y Toro, a vinícola começou sua história em 1885. Dentro dela também existe um pequeno museu que conta a história do povo mapuche, que deu origem ao Chile.

undurraga_adega2

undurraga_adega

Para chegar de transporte público, pegue o metrô linha 1 (vermelha) em direção à estação Central. Ir até o Terminal San Borja e pegar um ônibus com destino a Talagante. O ideal é solicitar ao motorista que pare na porta da vinícola.  A viagem de ônibus dura cerca de 50 minutos.

undurraga_plantação

undurraga_degustação2

Degustação

Tour Sibaris

Tour tradicional com até 40 pessoas, oferecido em inglês ou espanhol e com duração de 1 hora e 15 minutos. Inclui degustação de 3 vinhos Reserva e uma taça de presente. Acontece de segunda a sexta às10h15, 12h, 14h e 15h30. Sábados, domingos e feriados às 10h15, 12h e 15h30. O valor por pessoa é $11.000.

Tour Founders

Um tour de no mínimo 2 pessoas e no máximo 8. É feito a partir de reserva e inclui degustação de 4 vinhos Reserva Premium, acompanhados de uma variedade de queijos, além da taça de presente. Requer reserva com dois dias de antecedência. O valor é de $28.000. Horário a definir.

 

banner_mododica2

A loja da Undurraga oferece uma linha MARAvilhosa de cosméticos. Experimente o hidratante feito da uva Carmenère. Vale comprar para dar de presente, vale comprar pra vida!

banner_mododica_base

Santa Rita

santarita02

fonte: www.santarita.com

Construída em 1880, a vinícola Santa Rita oferece 8 tipos de tours: Tour Clássico, Clássico Privado, Premium, Tour Carmenere, Ultra Premium, Pic Nic, Bike and Wine, Winemaker Experience e Pedal Bar. Diferente de muitas outras, há atrações que vão além do tour sobre vinhos. O espaço conta com restaurantes, casarão antigo, museu, cafés, lojas, mirantes, uma igreja de 1885 e até um parque.

 

4.1.1

fonte: www.santarita.com

santarita05

Para chegar de transporte público, a opção com melhor custo-benefício é pegar o metrô até a estação Las Mercedes (linha 4), depois sair na direção oeste e pegar o metrobus MB 81 para Alto Jahuel, Buin. Ele passará na porta da vinícola e o ideal é que comente com o motorista para que avise o momento certo de descer.

santarita

Tour Clássico

Duração: 1 hora e 10 minutos

Quando acontece: de terça a domingo

Idiomas oferecidos: espanhol, inglês e português (12h30 e 15h30)

Inclui degustação de vinhos e uma taça de presente.

Valor: $12.000

Para mais informações sobre todos os tipos de tours, clique aqui.

santarita_pedl-bar-21

Pedal Bar / fonte: www.santarita.com

ONDE COMPRAR VINHO

O valor dos vinhos em Santiago é enlouquecedor, a vontade é de comprar e degustar todos. Lojas, supermercados, vinícolas e duty free: eles estão por toda parte e bate aquele dúvida de onde é o melhor lugar para comprar.

A opção mais econômica é o supermercado. É possível encontrar uma variedade enorme de rótulos por preços bem em conta.

vinhos_mercado

Nas lojas das vinícolas, vale a pena comprar quando fazem promoções do tipo “compre 2, leve 3” ou vinhos de safras especiais, que são difíceis de se encontrar em qualquer lugar.

O Duty Free costuma ser uma opção um pouco mais cara, mas ideal para quem quer ter a comodidade de comprar e não ter a dor de cabeça de embalar e se preocupar com o peso na mala.

Tome cuidado com o limite de valor de 500 dólares de mercadorias que podem ser trazidas para o Brasil sem pagamento de tributos. O ideal é guardar as notas fiscais das bebidas alcoólicas durante o transporte e variar os rótulos. A alfândega não pode ter dúvidas de que o número de garrafas que o passageiro traz é para consumo próprio.

COMO TRAZER VINHOS NA MALA

Antes de tudo é importante saber que o limite de bebida alcoólica que pode ser trazido é de 12 litros no total. Ainda assim, vale verificar as regras de cada companhia aérea, que pode variar e ser menor que o autorizado pela Receita Federal.

Se o foco é voltar com muitas garrafas de vinho, considere comprar e levar uma balança manual. Enquanto empacota suas coisas, a balança é uma mão na roda para tirar aquela dúvida se sua mala está ou não acima do peso permitido, evitando gastos extras e dores de cabeça.

Na hora de comprar o vinho, veja se a loja possui plástico bolha ou se antecipe e leve já do Brasil para usar na volta. Vai ajudar muito na hora de arrumar as malas. Independente do plástico bolha, coloque cada garrafa em um saco plástico, isso ajuda a não deixar o líquido vazar se ela quebrar. Envolva cada garrafa com muitas roupas (dentro da meia fica melhor ainda) e coloque roupa também entre elas para evitar que uma se choque com a outra.

banner_mododica2

Na volta para o Brasil, ainda no balcão de check in do aeroporto de Santiago, a funcionária da LATAM informou que, por um acordo entre Brasil e Chile, em voos diretos para o Brasil é permitido que o passageiro leve até 4 garrafas na mala de mão. De fato, tinham algumas pessoas embarcando com garrafas que não eram do Duty Free. Um verdadeiro alívio na hora de fechar as malas!

banner_mododica_base

Posts Relacionados