LUA DE MEL  CARIBE E MIAMI •

Raphael Cunha e Vivian Lima casaram-se em fevereiro deste ano e escolheram o Caribe como o cenário para curtir a lua de mel. Eles também aproveitaram alguns dias em Miami.

O Caribe tem sido um dos destinos mais procurados pelos recém-casados e tornou-se o desenho perfeito para muitos brasileiros.

Alguns casais enfrentam dificuldades na definição do roteiro da viagem, pois as opções de cidades e ilhas são bem variadas. O casal já tinha a intenção de conhecer Cancún e Playa Del Carmem e acabou selecionando os outros destinos com base nos pacotes de cruzeiro para o leste do Caribe, com saídas obrigatoriamente de Miami.

Nossa viagem começou em Playa Del Carmen. Após alguns dias, seguimos de carro para Cancún, depois pegamos um voo para Miami, onde passamos dois dias. Por fim, fizemos um cruzeiro para o leste do Caribe – Philipsburg, San Juan e Nassau”, conta o casal.

Devido a alguns surtos e epidemias recentes, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) vem anunciando novas recomendações para os passageiros, sendo importante sempre verificar no site oficial quais são as exigências de cada país. Vivian explicou que, apesar de não ser obrigatória, ela decidiu tomar a vacina contra a febre amarela, apenas por precaução.

“Não pediram o certificado internacional em nenhum dos destinos, mas como a doença infecciosa é grave e extremamente comum em países do Caribe, tomamos a vacina e tiramos a certificação internacional”, disse.

Cada vez mais os brasileiros estão apostando em conhecer um pedacinho do Caribe a bordo dos fantásticos cruzeiros. Os navios são equipados com diversas opções de lazer, boa gastronomia, shows artísticos e musicais, cabines confortáveis e excelentes instalações.

A experiência do cruzeiro foi sensacional. Os locais visitados são maravilhosos e o navio que escolhemos possuía uma gastronomia italiana ótima”, afirmou Vivian.

 

Segundo ela, existem algumas diferenças entre os sistemas all inclusive oferecidos pelos cruzeiros.

“A maioria dos cruzeiros internacionais não oferece serviço all inclusive, enquanto os nacionais sim. Quando há o sistema, todas as refeições e bebidas não alcoólicas são liberadas. Porém, existe venda de pacotes avulsos. Por exemplo, no navio que viajamos, o pacote de bebidas alcoólicas liberadas custava 45 dólares por dia dando direito a uma vasta seleção de bebidas. Destacamos ainda que as bebidas oferecidas eram de ótima qualidade (por exemplo, vodka Absolut ou Stolichnaya)”, explicou.

Vivian chamou a atenção ainda para outro detalhe importante na hora de embarcar no cruzeiro: o limite de bagagem.

“A principal limitação dos navios está na quantidade de bagagem. Cada passageiro não pode ultrapassar o número máximo de duas malas despachadas, mais duas malas de mão. Por outro lado, o limite de pesagem é bem alto. Pela MSC, por exemplo, a soma das malas não pode ultrapassar 100 kg”, citou.

Apesar das semelhanças e tendo as praias como ponto forte, cada destino do Caribe tem uma particularidade e passeios distintos. No México, por exemplo, opções como casas noturnas, cenotes incríveis, ecoparques temáticos e ruínas maias podem constar no roteiro da viagem.

“Ficamos muito encantados com todos os destinos. No México, além das cidades principais, visitamos também alguns pontos turísticos que merecem destaque, como: Isla de Cozumel, Tulum, Chichén-Itzá, Isla Mujeres, os cenotes e o parque X-Caret. Durante o cruzeiro, há pouco tempo para conhecer os locais onde o navio aporta. Mas nada impede que esses locais sejam nossos próximos destinos de viagens”, brinca ela.

 

O casal também dá a dica dos passeios que não podem ficar de fora do roteiro:

“Em Isla de Cozumel, alugue uma moto ou bugre e rode pela ilhota. É fantástico. Em Isla Mujeres, alugue um carro de golf para explorar com mais tranquilidade a região. Em Cancún, o passeio de Parasail é imperdível. Em Playa ou Cancún, para quem gosta de diversão noturna, as casas Mandala, Cocobongo, The City e Palazzo são boas dicas. Já Playa Del Carmem foi o local que mais gostamos. Não é tão agitada como Cancún, mas oferece excelentes experiências de área balneária”.

 

Quando perguntados sobre o destino mais romântico da viagem, os recém-casados não pensaram duas vezes:

Philipsburg em St. Marteen. Infelizmente tivemos apenas um dia, mas certamente voltaremos. O lugar é fantástico”.

St. Marteen

Outra dica importante de Raphael e Vivian é sempre negociar os orçamentos dos serviços com as operadoras antes de fechar o pacote, em busca do melhor preço.

“Pesquisem. Pesquisem novamente. Façam comparativos de orçamentos e SEMPRE LIGUEM para NEGOCIAR. Algumas operadoras de turismos negociam preços de acordo com o que encontramos na internet, com a vantagem de poder parcelar o valor, o que muitas vezes não é possível em sites como o booking, por exemplo. O aluguel do carro ficou muito mais barato depois de ligarmos e negociarmos com a Hertz”, afirmou o casal.

• FAVORITE CHECKLIST •

TRANSPORTE DURANTE A VIAGEM

Rio de Janeiro – Playa Del Carmen (avião).

Playa Del Carmen – Cancún (carro).

Cancún – Miami (avião).

Miami – Cruzeiro Leste Caribe (navio).

DURAÇÃO EM CADA DESTINO

Playa Del Carmen: 6 dias.

Cancún: 5 dias.

Cruzeiro: 8 dias.

Miami: 3 dias.

Total: 22 dias de viagem.

DESTINO MAIS ROMÂNTICO DA ROTA

Philipsburg em St. Marteen.

HOTÉIS SELECIONADOS

Playa Del Carmen– Soho Playa Hotel.

Cancún – RIU Cancún.

Miami – Blanc Kara (South Beach).

lua de mel caribe e miami

RIU Cancún – All Inclusive

ENTREVISTADA: Vivian Lima

FOTOS: Vivian Lima e Raphael Cunha

 

CANCÚN E PLAYA DEL CARMEN

  • Idioma: Espanhol.
  • Visto: Não é necessário para estadias até 60 dias. O passaporte precisa ter, no mínimo, 6 meses de validade.
  • Moeda: A moeda oficial é o Peso mexicano. O dólar é bem aceito, embora seja aconselhável viajar também com a moeda local.
  • Quando ir: A melhor época vai de fevereiro a maio, quando existe pouco risco de pegar dias chuvosos. O período oficial de furacões vai de junho a novembro, com uma maior incidência nos meses de setembro e outubro.

O Modo Férias esteve em Cancún e elaborou um guia completo sobre o destino. Clique aqui para acessar o post.

MIAMI

  • Idioma: Inglês.
  • Visto: Exigido para brasileiros. (clique aqui para mais informações).
  • Moeda: Dólar americano.
  • Quando ir: Miami é um destino para visitar o ano inteiro. A temperatura média anual gira em torno de 25ºC.

A alta temporada ocorre entre os meses de novembro e abril, quando Miami apresenta ótimas temperaturas e pouca chuva. A baixa temporada compreende os meses de maio, junho, setembro e outubro, mas a chance de pegar chuva é maior. Julho e agosto são os meses de verão nos EUA.

PHILIPSBURG (ST. MARTEEN)

  • Idioma: Inglês.
  • Visto: Não é exigido para brasileiros.
  • Moeda: Dólar.
  • Quando ir: Evite os meses de julho, agosto, setembro, outubro e novembro devido ao risco de furacões. Nos demais meses, pode ir sem medo.

SAN JUAN (PORTO RICO)

  • Idioma: O arquipélago tem dois idiomas oficiais: Inglês e Espanhol.
  • Visto: Brasileiros precisam de visto americano válido (clique aqui para mais informações sobre o visto). Como San Juan trata-se de um território não-incorporado dos EUA, as regras para entrar no destino são as mesmas do que para qualquer cidade americana.
  • Moeda: Dólar americano.
  • Quando ir: Faz calor o ano todo no arquipélago, porém evite os meses de junho a novembro devido ao risco de furacões. A alta temporada vai de dezembro a abril.

NASSAU (BAHAMAS)

  • Idioma: Inglês.
  • Visto: Brasileiros que pretendem visitar o país com fins turísticos ou comerciais com permanência até 90 dias estão isentos de visto.
  • Moeda: Dólar Bahamense. A moeda equivale exatamente a um dólar americano, que é aceito em todos os lugares da ilha. Sendo assim, não há necessidade de fazer câmbio do dólar americano para o bahamense.
  • Quando ir: O clima ameno possibilita a vista o ano inteiro. Entre junho e novembro ciclones tropicais podem atingir a ilha, portanto evite esses meses.

Posts Relacionados